in

5 verdades sobre o Bitcoin que você precisa saber

O Bitcoin tem ficado cada vez mais popular desde seu pico em 2017. Diversos novos investidores adentram o mercado e, normalmente, ficam perdidos com todas as novas informações.

Por isso, é importante saber as maiores verdades sobre o Bitcoin (BTC). Sem parcialidade, sem “discurso de vendedor”.

Apenas a verdade será dita nos cinco tópicos abaixo.

É possível enriquecer com Bitcoin?

A resposta mais sensata seria “depende”, mas sejamos bem claros. Na maioria dos casos, não é possível.

Mas isso não quer dizer que não é possível ganhar dinheiro. De acordo com uma pesquisa, o Bitcoin só não foi lucrativo em 2% da sua existência.

Ou seja, mais de dez anos desde sua criação, e apenas 2% destes dias causaram prejuízos para quem comprou o criptoativo.

Contudo, não espere replicar as histórias de “meu vizinho comprou casa e carro com BTC”.

Esse cenário só é possível de duas formas: o primeiro é quando um investidor compra Bitcoin a um preço muito baixo e ocorre uma grande valorização.

O segundo cenário é quando o investidor é um trader incrivelmente talentoso e como uma “banca” alta. Desta forma, ele pode fazer ganhos consideráveis diariamente.

O problema do segundo cenário é que menos de 1% dos day traders são bem sucedidos, conforme revelado por uma recente pesquisa.

É fácil usar Bitcoin?

A resposta resumida para essa pergunta é: ainda não. Para quem está acostumado a usar dinheiro fiduciário e cartão de crédito, usar Bitcoin é uma mudança considerável.

De qualquer forma, esse cenário tem mudado. Empresas têm desenvolvido aplicativos e cartões para tornar a experiência cada vez mais parecida com usar dinheiro fiduciário.

Entretanto, o que continua difícil para o usuário comum é entender que transações de Bitcoin são irreversíveis.

Ou seja, se perder o saldo em Bitcoin, ele se foi para sempre. Não tem uma empresa para ligar, um suporte para te responder. Se o saldo é perdido, acabou.

A exceção é se o saldo está em alguma plataforma terceirizada. Porém, não é recomendado deixar o saldo em BTC fora de uma carteira na qual somente o usuário tem acesso.

O Bitcoin é mesmo “super seguro”?

O Bitcoin é muito seguro! A tecnologia blockchain, na qual a criptomoeda é baseada, é bem segura.

Além disso, a rede do BTC já se tornou grande o suficiente para não sofrer com ataques mais comuns, como o “ataque 51%”.

No entanto, isso não quer dizer que o investidor não precise se atentar.

Clicar em e-mails suspeitos, entrar em sites suspeitos e coisas do tipo quase sempre terminam com a perda do saldo em Bitcoin.

Desta forma, ainda que a rede do BTC seja muito segura, cabe ao usuário ter atenção ao manejar seus criptoativos.

É possível usar em qualquer lugar do mundo?

Sim e não. Sim, é possível transacionar para qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo.

Diferente dos bancos, até mesmo nos fins de semana e a qualquer horário é possível transferir BTC.

O problema é: usar. Para usar o Bitcoin para uma compra, é preciso que o vendedor tenha entendimento sobre a criptomoeda, ou pelo menos um dispositivo que permita o recebimento em BTC.

Caso contrário, o saldo em Bitcoin não servirá para compras no comércio. Algumas pessoas defendem que não é sábio gastar o saldo em Bitcoins para realizar compras.

Isso porque, atualmente, o BTC é um ativo com grande potencial de valorização. Assim sendo, “vendê-lo” agora seria besteira.

Porém, esta é apenas uma opinião de uma parcela da comunidade de criptoativos. Cabe ao investidor decidir se quer guardar ou utilizar seus Bitcoins.

Bitcoin é pirâmide financeira?

Não, o Bitcoin não é pirâmide financeira. Não há promessa de ganho fixo e garantido, não há a necessidade de entrar mais gente no esquema.

O que acontece, infelizmente, é que pirâmides financeiras usam a imagem do BTC para enganar as pessoas.

Se você veio até esse artigo querendo saber mais sobre o Bitcoin, é provável que você considere seu entendimento sobre o tema pequeno.

Os “piramideiros” que usam temas relacionados a BTC e criptomoedas focam em pessoas assim. Eles usam termos confusos e mostram diversos número na tela, visando atrair o público.

Nos últimos dois anos, diversas pessoas caíram em golpes deste tipo. Assim, é compreensível que tenham entendido o Bitcoin como pirâmide financeira.

Entretanto, não é a proposta da criptomoeda. Investir em Bitcoin é: comprar um saldo em BTC e armazena-lo em uma carteira. Só isso.

Vale encerrar o que foi dito com um lembrete sempre útil: fuja de promessas de ganhos fixos e garantidos com criptomoedas.

Elas são ativos muito voláteis, e prometer ganhos fixos e garantidos é algo impossível de cumprir.

Leia também: Antigo crítico do Bitcoin muda de ideia: “você vai precisar de pelo menos 1 BTC”

Leia também: Maiores “ricaços” do Bitcoin são listados por pesquisa

Leia também: Semana das criptomoedas: fundador de Sushi desperta suspeitas de golpe, ex-crítico recomenda Bitcoin e líderes de pirâmide começam a ser julgados

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Campanha “Seja seu próprio banco” com Bitcoin viraliza em Hong Kong

Dispositivos de hardware de Bitcoin precisam melhorar para lidar com transações complexas