in

Advogado do Grupo Bitcoin Banco deixa de representar a empresa Por CriptoFácil

© Reuters.

No dia 13 de janeiro, o CriptoFácil obteve acesso a um documento por meio do qual o advogado do Grupo Banco (GBB) Ismair Junior Couto renuncia sua posição como representante legal da empresa. Couto atuava em diversos processos referentes ao GBB, contudo, não chegou a ser indicado como patrono no procedimento de recuperação judicial pelo qual passa a empresa atualmente.

Advogado deixa de atuar em nome do GBB
Ismair Junior Couto atuava como advogado e chefe do setor jurídico (CLO) do Grupo Bitcoin Banco desde outubro de 2017, segundo seu perfil do LinkedIn. De acordo com sua descrição na rede social, Couto é especialista em contratos e direito regulatório, e atuava em diversos processos respondidos pelo GBB após a crise pela qual a empresa começou a passar – iniciada em maio de 2019.

Ainda segundo sua descrição, Couto afirma que “viabilizou, juridicamente, o primeiro banco de criptomoedas do Brasil”. O CriptoFácil contatou Couto para entender melhor o que motivou sua saída do GBB.

Ao ser questionado sobre a renúncia ao cargo de chefe do setor jurídico do Grupo Bitcoin Banco, Couto afirmou que deixará o posto, deixando de advogar para o GBB e seus sócios. Quanto à motivação, o jurista afirmou:

“O GBB está em franca recuperação judicial e sem condições, no momento, de continuar honrando, com regularidade, com contratos envolvendo alta remuneração. Foi a forma que encontrei de dar a minha colaboração.”

Desta forma, por meio da declaração de Couto, é possível concluir que o GBB estava com dificuldades em continuar honrando os créditos advocatícios referentes aos processos nos quais o advogado atuava.

Com a saída de Ismair Junior Couto, o advogado que figura publicamente como representante legal do GBB é Edson Isfer, do escritório Advocacia Felippe e Isfer. Isfer tem atuado desde o início do processo de recuperação judicial, contudo, sua atuação como advogado do GBB se resume apenas a este procedimento.

Representantes legais debandando em 2020
No dia 04 de janeiro, o CriptoFácil noticiou que o escritório de advocacia Palinkas Advogados, que representava legalmente a Atlas Quantum, renunciou ao cargo de representante legal da empresa em todas as suas razões sociais.

De acordo com um advogado que representa diversos clientes da criptoesfera, a renúncia não impacta os prazos dos procedimentos abertos contra a Atlas. Contudo, ainda segundo o advogado, isso pode ser um indicativo de insolvência do Grupo Atlas.

Por CriptoFácil

Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.


What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

CME Group anuncia opções para futuros de Bitcoin. Como o BTC vai reagir?

Como saber se o preço do Bitcoin subiu ou caiu demais